Guia da folia

manualdafolia

Como se preparar para o Bloco?

Com a proximidade do Bloco da Preta é importante lembrar algumas dicas para que você possa usufruir da folia tranquilamente! Lembre-se viver uma aventura implica por em risco a sua vida e a de outras pessoas, por isso pense muito bem antes de fazer qualquer coisa; e esteja atento as orientações que têm sido divulgadas nos meios de comunicação! Algumas dicas são bem conhecidas, mas é sempre bom reavivar a memória!

Com que roupa eu vou?

O carnaval é festejado durante o verão, por isso, as roupas para usar no carnaval  devem ser leves, frescas e descontraídas, seja uma fantasia, ou não. Durante o carnaval vale tudo no quesito vestuário, sua criatividade é quem deve mandar no momento de escolher o traje para usar no carnaval, lembrando-se sempre do elemento principal, o conforto, pois, sem ele, você não poderá aproveitar completamente os dias de folia. A dica é camiseta, bermuda, tênis e boné para se proteger do sol. Use adereços afinal é carnaval, mas lembre-se de testar na própria loja, antes de gastar. Nada pior na folia do que adereço que incomoda ou solta tinta e pedaços. Você vai entender quando virem pessoas com o pescoço cor de rosa, com a mão verde… Lembre-se que Carnaval é sempre quente, portanto, evite coisas que te esquentem.

Como chegar?

Essa é uma dica importante: Não vá de carro. Em dia de bloco as vagas se tornam escassas e os carros que estão estacionados no trajeto dos foliões podem sofrer avarias dada a grande aglomeração de pessoas. Além disso, deixando o carro em casa, você pode beber sem se preocupar. Prefira ir de táxi (exija que o taxímetro esteja ligado, ônibus ou metrô em nosso hotsite damos dicas de como chegar ao bloco.

Bebida

Procure hidratar-se com muita água, sucos (acerola, araçá, kiwi, abacaxi, mamão e frutas cítricas são ricas em vitamina C, que estimula o sistema imunológico) ou, se possível, água de coco, que além de gostosa, hidrata mais rápido. Os isotônicos não devem ser tomados “como água”, como muita gente faz, pois contêm teor muito elevado de minerais e glicose (açúcar). Dê preferência aos diets. Tome as bebidas alcoólicas com moderação, sempre compensando com o dobro de um líquido não alcoólico para evitar ressaca no dia seguinte. Dê preferência às cervejas, que possuem vitaminas do complexo B e minerais. E lembre-se, não compre latas de cerveja ou refrigerantes que estejam danificadas,  perfuradas, ou com o lacre violado, você não sabe o que podem ter colocado lá dentro.

Alimentação

Muito folião não faz intervalos regulares para realizar as refeições durante a folia, uma alternativa é caprichar no café da manhã. Uma refeição bem equilibrada e nutritiva, com proteínas, carboidratos, suco e leite antes da folia garantem energia para o dia e também ajuda a evitar as conseqüências do consumo de álcool. Para os momentos de folia, cuidado com a procedência dos alimentos manipulados, na hora de comer na rua, atenção às condições de higiene quando a fome bate, aquela barraquinha da esquina pode parecer o melhor restaurante do mundo. Uma dica é substituir os alimentos gordurosos como porções, salgadinhos, snacks, amendoins, etc. por sanduíches frios (enquanto o pão fornece a energia dos carboidratos, recheios à base de queijo magro ou ave fornecem o aporte protéico desejável), frutas (maçã e banana são ricas em potássio, que faz bem para os músculos) e barrinhas de cereais.

O calor e os cuidados com o sol

Não tem jeito, o bloco é pelo dia e o calor é inevitável, lembre que se formam paredes humanas que não deixam bater uma brisa sequer. No sufoco, levante o braço e pegue um pouco da brisa que sobrar, mas se a parada esquentar muito, se afasta um pouco da multidão, toma mais uma gelada e volta! Vai que você se dá bem no caminho! Lembre-se que a mistura de calor, bebida e agitação podem acarretar em desidratação para o folião, pois o álcool é diurético e o calor faz com que o organismo perca uma quantidade significativa de líquidos. Atente também para o tempo de exposição aos raios solares, pois podem causar queimaduras, insolação e até mesmo câncer de pele, então use protetor solar antes de cair na folia!

Dicas anti-furtos

Assalto não é comum durante a folia, o que acontece são furtos ou você perder algo e achar que foi furtado. Você vai estar bêbado, pulando, as coisas caem do bolso. Mas, é sempre bom lembrar que carnaval é a festa de malandro, portanto, cuidado! O ideal é que você faça uma carteira de Carnaval, com uma capinha de plástico fechada para não molhar. Evite sempre o bolso largo da bermuda ou da saia, mesmo com botão. Tente estarem mais justos ao corpo sempre que o perigo é mínimo. O ideal é preparar um compartimento com zíper dentro do seu bolso. Algumas lojas já vendem assim, é uma boa. O empurra-empurra é um prato cheio para os batedores do bolso de trás. Não preciso falar que adereços não carnavalescos devem ser deixados em casa. Relógios, jóias, qualquer coisa de valor. Bloco não é desfile do Fashion Rio, é lugar de cair na folia, pular. Quanto menos coisa levar, mais vai se divertir!

 

O que você não pode esquecer?

Faça uma listinha de coisas que não pode esquecer.

Documento: Um só, de preferência aquela cópia autenticada da sua carteira de identidade, dentro de uma capinha plástica onde você vai colocar também os outros dois itens abaixo.

Dinheiro: o suficiente, bêbado perde tudo. Evite prejuízos maiores, leve apenas o suficiente.

Cartão do banco: nunca se sabe se você vai precisar de mais dinheiro ou parar num restaurante ou lanchonete para comer.

Filtro solar: essencial para os blocos diurnos como o Bloco da Preta, o ideal é já sair de casa com ele passado.

Camisinha: no Carnaval está todo mundo mais “soltinho”, não vai dar mole, né?

Câmera fotográfica: evite, mas se quiser eternizar, priorize a do celular.

Telefone celular: é essencial, mas lembre-se de usar mais os torpedinhos. Ficar bêbado, gritando sem entender nada é chato pra cacete.

Chave: se necessário. A dica é aquela malocadinha básica, deixar com porteiro ou na jardineira, embaixo do tapete… A não ser que sua chave seja divertidíssima, mas se for necessário, pendure no pescoço.